Capoeiragem Mirim lança cartilha de valores e ensinamentos do mundo da cultura secular

Link:
Por: Fernanda Matos
15/11/2019 - 18:35:17
A publicação homenageia Jomar Carvalho, Frede Abreu, Mestre Benivaldo, pai e mentores, respectivamente, do criador do projeto

Pensamentos, ensinamentos e valores sobre temas como ética, respeito, amizade, empatia amor e solidariedade são os pilares que preenchem as páginas da Cartilha CVT - Cultura de Valores e Trabalho lançada no último domingo (10) pelo Capoeiragem Mirim, uma das propostas sócio-cultural-esportiva mais ativas e importantes da capital baiana.

Após lançamento, a cartilha foi distribuída às crianças do projeto de forma especial, com dedicatória de próprio punho do Mestre Balão. A obra impressa homenageia Jomar Carvalho e Frede Abreu, pai e mentor respectivamente do mestre Balão, além do mestre Benivaldo, que foi responsável por torná-lo mestre de capoeira.

Com patrocínio da Braskem e do Governo do Estado, por meio do Fazcultura, Secretaria de Cultura e Secretaria da Fazenda, a publicação foi produzida com base nas vivências e experiências do Mestre, fundador e diretor do projeto, a cartilha tem como intuito de mostrar os valores humanos, como amor, benevolência, respeito, entre outros, associados à uma cultura de trabalho, que tem como base a disciplina, a motivação e organização.

O material servirá de base para os integrantes do Capoeiragem, da Escola CTE Capoeiragem Mirim, incluindo os orientadores, educadores e graduados (alunos a partir do cordão verde/amarelo 2º estágio e que são legitimados como tal pelo seu orientador), que são referências para os jovens, além de capoeiristas que queiram praticar esses valores. A iniciativa reforça a vertente educacional do Capoeiragem Mirim, que atualmente conta com um corpo de professores de acompanhamento pedagógico direcionado para o crescimento intelectual dos jovens.

Capoeiragem Mirim

Após cinco meses de incentivo, o Capoeiragem Mirim agora promove eventos gratuitos e integrados a diferentes artes, em busca de valorização positiva das origens culturais, através do aprendizado das habilidades e técnicas da Capoeira. Com dois grandes núcleos de ensino na Bahia, um localizado na Cidade da Luz, no bairro de Pituaçu, em Salvador, e outro no PHOC III, no Centro de Artes e Esportes Unificados (CEUs), em Camaçari, o projeto une arte, cultura e ensino de qualidade. Nos dois núcleos, o projeto conta com quase 100 alunos, que variam de idade entre 5 a 16 anos. As aulas acontecem no contraturno das crianças, ou seja, no horário em que elas não estão na escola, tendo uma duração em média de duas horas, às segundas, quartas e sextas-feiras. Ao todo são oito turmas, divididas por idade e turno.


Tags:
Comentários
Seja o 1° a comentar!

Nome:



Repita o código acima:


Comentário:

Máximo de caracteres permitidos 500/