330 mil crianças nascem prematuras ou com baixo peso por ano no Brasil

Link:
Por: DA REDAÇÃO
23/05/2019 - 07:09:04
ESCUTE O ÁUDIO:

Leite materno é o único alimento que garante desenvolvimento imunológico dos bebês

A cada ano, no Brasil, cerca de 330 mil crianças nascem prematuras ou com baixo peso – menos de dois quilos e meio –, segundo dados do Ministério da Saúde. A solução para que esses recém-nascidos tenham bom desenvolvimento imunológico e ganhem peso e saúde está no leite materno. Esse alimento tem a composição necessária para bebês prematuros e de baixo peso internados.

Neste último domingo, foi celebrado o Dia Nacional da Doação de Leite Materno. O Ministério da Saúde, em parceria com a Rede Global de Bancos de Leite Humano – representada no Brasil pela Fiocruz –, coordena a Campanha Nacional de Doação de Leite Materno de 2019.

Com o slogan “Doe leite materno, alimente a vida”, a campanha pretende conscientizar gestantes e lactantes sobre a importância leite materno para bebês prematuros, além de aumentar em 15% o volume de leite coletado e melhorar o número de doadoras. Até abril deste ano, de acordo com dados da Rede Global de Bancos de Leite Humano, quase 64 mil recém-nascidos já receberam leite materno vindo de mais de 54.700 doadoras.

A técnica de enfermagem do banco de leite humano regional de Taguatinga, no Distrito Federal, Daiana Alves, foi mãe em 2019. Ela conta que, mesmo antes do bebê nascer, já sabia que queria ser doadora de leite.

“Quando eu engravidei, a única coisa que eu tinha certeza era que eu seria doadora. E participar de um projeto desse para captar mais doadora para a gente, para mim, está sendo importantíssimo. Faça essa doação, porque você vai estar salvando vidas. Não é só uma, são várias. Um pouquinho de leite materno que você doar você vai poder alimentar vários bebês num dia.”

Dependendo do peso do prematuro, 1ml já é o suficiente para nutri-lo a cada refeição. Entre os anos de 2008 e 2018, dois milhões de recém-nascidos foram beneficiados com dois milhões de litros de leite humano vindos de um milhão e oitocentas mil mulheres, ainda segundo a Rede Brasileira de Bancos de Leite Humano. No mesmo período de 10 anos, o número de doadoras cresceu 45% e o volume de alimento coletado, 30%, no Brasil.

O leite humano é o único que reúne os nutrientes essenciais para o desenvolvimento dos bebês, como explica a nutricionista do centro de referência em doação de leite humano do Rio de Janeiro, Ana Paula Moreira.

“O leite materno é o alimento padrão ouro. É onde vai ter todas as propriedades que o recém-nascido precisa do nascimento até o sexto mês. Nenhuma fórmula consegue ter os mesmo nutrientes do leite materno, por mais que os fabricantes digam que é parecido, que é similar.”

Cada uma das 27 Unidades da Federação possui pelo menos um banco de leite humano – são 225 unidades em todo o país. Além disso, estão disponíveis 212 postos de coleta, além da coleta domiciliar em alguns estados. Todo o leite materno doado passa por um rigoroso controle de qualidade antes de ser distribuído e é fornecido de acordo com as necessidades de cada bebê.

Doe leite materno, alimente a vida. Para mais informações, acesse saude.gov.br/doacaodeleite.


Tags:
Comentários
Seja o 1° a comentar!

Nome:



Repita o código acima:


Comentário:

Máximo de caracteres permitidos 500/