Entre 2014 e 2018, mercado de estética cresce 567%

Link:
Por: Cintia Moreira
09/11/2019 - 03:33:31
ESCUTE O ÁUDIO:

Segundo a Associação Brasileira da Indústria de Higiene Pessoal, Perfumaria e Cosméticos, número de profissionais cresceu de 72 mil para 480 mil no período

O mercado de estética brasileiro cresceu 567% nos últimos cinco anos. Os dados foram divulgados pela Associação Brasileira da Indústria de Higiene Pessoal, Perfumaria e Cosméticos (ABIHPEC). Segundo o levantamento, entre 2014 e 2018, o número de profissionais da área aumentou de 72 mil para mais de 480 mil.

A professora do curso de Estética e Cosmética do Centro Universitário Internacional Uninter, Rita de Cassia Alberini, conta que cada vez mais homens e mulheres procuram conservar a pele, ter uma aparência jovem e uma vida saudável.

“É uma tendência da sociedade hoje. A sociedade está cobrando muito a aparência das pessoas. É o cuidado com a pele, cuidado com os cabelos, cuidado com as mãos. É aquela corrida contra o envelhecimento. É manter a jovialidade. A gente não descobriu a fórmula ainda para viver eternamente, mas já descobrimos as fórmulas, a tecnologia conseguiu descobrir formulações que consegue manter a juventude por mais tempo”, conta.

A escritora Renata Rode, de 43 anos, moradora de São Paulo, fez recentemente uma lipo mecânica de papada, um procedimento de harmonização facial.

“É uma cirurgia de uma hora e meia em que se retira mesmo a gordura na papada. O resultado é imediato. Isso já me deixou muito feliz, mesmo com o inchaço, o resultado foi imediato. A reação das pessoas está sendo muito positiva, porque realmente muda o rosto. Estava segura para fazer o procedimento. Foi feito a aferição de pressão o tempo inteiro, em um local adequado, seguro. Estou super feliz, minha autoestima está elevada”, comenta.

Para 2019, as perspectivas de crescimento do mercado de estética são de 1,5% a 2% em comparação a 2018, quando o setor movimentou R$ 47,5 bilhões.


Tags:
Comentários
Seja o 1° a comentar!

Nome:



Repita o código acima:


Comentário:

Máximo de caracteres permitidos 500/