Inflação é de 0,83% em fevereiro, puxada pela alta nos grupos de Educação

Por Redação Oxarope
13/03/2024

Publicado em -

image

No ano, a inflação acumula alta de 1,25%. Em relação aos últimos 12 meses, a elevação chega a 4,50%

A inflação do Brasil apresentou alta de 0,83% em fevereiro de 2024, após fechar janeiro em 0,42%. O resultado foi influenciado, principalmente, pelos preços do grupo de Educação, que registraram salto de 4,98%. 

Os dados foram divulgados nesta terça-feira (12) pelo IBGE e são referentes ao Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) que, no ano, acumula alta de 1,25%. Em relação aos últimos 12 meses, a elevação chega a 4,50%. 

Dos nove grupos analisados, sete apresentaram alta no último mês.  Nas atividades de Educação, a maior contribuição partiu dos cursos regulares, com salto de 6,13%, como explica o gerente da pesquisa, André Almeida.

“Os cursos regulares subiram mais de 6% por conta dos reajustes que são habitualmente praticados no início do ano letivo. Podemos observar alta de mais de 8% na Pré-Escola, no Ensino Fundamental e também no Ensino Médio”, considera. 

De acordo com o levantamento, também se destacaram os grupos de Alimentação e bebidas, com salto de 0,95%. Para o professor de finanças do Instituto de Pós-Graduação em Administração da Universidade Federal do Rio de Janeiro, Raphael Moses, entre outros pontos, a alta nos valores pode ter como relação o clima registrado nos últimos meses. 

“Caracterizado pela alta temperatura e maior volume de chuvas. Porém, é esperado que esse ponto seja normalizado. Caso isso não ocorra, aí podemos ver um aumento ainda maior dos preços, o que prejudicaria demais o bolso do consumidor”, afirma.

Outro setor que apresentou alta foi o de Transportes, que teve salto de 0,72%. Para o economista Luigi Mauri, trata-se de um segmento que pode impactar de forma significativa o bolso do consumidor. 

“[O resultado se deve a uma] alta dos combustíveis, em virtude da reoneração do ICMS, já que uma Medida Provisória caducou este ano. O consumidor precisa ficar atento para os próximos meses, caso não haja nenhuma desoneração nesse setor. É uma área que deve afetar bastante as finanças pessoais”, pontua. 

Os demais grupos ficaram entre uma variação negativa de 0,44% e positiva de 1,56%.

Cenário nas capitais

No que diz respeito aos índices regionais, por capital, todas as áreas pesquisadas apresentaram alta nos preços. A maior variação foi na capital sergipana. Aracaju contou com elevação de 1,09%. O resultado foi puxado pela alta da gasolina, que subiu 10,45%. O menor resultado, por sua vez, foi notado em Rio Branco, no Acre, com variação de 0,26%, puxado pela queda nos preços da passagem aérea, que recuaram 19,37%.

Reportagem: Marquezan Araújo

1678540344banner-970x90-bello.png

Mais recentes

4º Festival regional de quadrilhas juninas de Itabela vai reunir 18 grupos de 15 cidades

O município de Itabela se prepara para um dos eventos culturais mais aguardados da região: o 4º…

Miris Lisboa, presidente do Mobiliza33, realiza encontro estratégico com pré-candidatos (as) a vereador (a) em Eunápolis

O presidente municipal do partido Mobiliza33, Miris Lisboa, realizou nesta terça-feira, 21, uma reunião com os(as) pré-candidatos(as)…

Veracel abre vaga para Analista de Negócios de TI Sênior

A Veracel Celulose acaba de abrir uma oportunidade para a vaga de Analista de Negócios de TI…

Prefeitura de Itabela inicia mamografias de rastreamento em unidade móvel

A Prefeitura de Itabela, através da Secretaria de Saúde, em parceria com o Governo do Estado, anunciou…

Voo de Paris para Salvador facilita captação de eventos internacionais para a Bahia

“Não é apenas mais um voo internacional, é a ligação da Bahia com o mundo”. A declaração…

Inflação é de 0,83% em fevereiro, puxada pela alta nos grupos de Educação

Por Redação Oxarope
13/03/2024 - 14h27 - Atualizado 22 de março de 2024

Publicado em -

image

No ano, a inflação acumula alta de 1,25%. Em relação aos últimos 12 meses, a elevação chega a 4,50%

A inflação do Brasil apresentou alta de 0,83% em fevereiro de 2024, após fechar janeiro em 0,42%. O resultado foi influenciado, principalmente, pelos preços do grupo de Educação, que registraram salto de 4,98%. 

Os dados foram divulgados nesta terça-feira (12) pelo IBGE e são referentes ao Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) que, no ano, acumula alta de 1,25%. Em relação aos últimos 12 meses, a elevação chega a 4,50%. 

Dos nove grupos analisados, sete apresentaram alta no último mês.  Nas atividades de Educação, a maior contribuição partiu dos cursos regulares, com salto de 6,13%, como explica o gerente da pesquisa, André Almeida.

“Os cursos regulares subiram mais de 6% por conta dos reajustes que são habitualmente praticados no início do ano letivo. Podemos observar alta de mais de 8% na Pré-Escola, no Ensino Fundamental e também no Ensino Médio”, considera. 

De acordo com o levantamento, também se destacaram os grupos de Alimentação e bebidas, com salto de 0,95%. Para o professor de finanças do Instituto de Pós-Graduação em Administração da Universidade Federal do Rio de Janeiro, Raphael Moses, entre outros pontos, a alta nos valores pode ter como relação o clima registrado nos últimos meses. 

“Caracterizado pela alta temperatura e maior volume de chuvas. Porém, é esperado que esse ponto seja normalizado. Caso isso não ocorra, aí podemos ver um aumento ainda maior dos preços, o que prejudicaria demais o bolso do consumidor”, afirma.

Outro setor que apresentou alta foi o de Transportes, que teve salto de 0,72%. Para o economista Luigi Mauri, trata-se de um segmento que pode impactar de forma significativa o bolso do consumidor. 

“[O resultado se deve a uma] alta dos combustíveis, em virtude da reoneração do ICMS, já que uma Medida Provisória caducou este ano. O consumidor precisa ficar atento para os próximos meses, caso não haja nenhuma desoneração nesse setor. É uma área que deve afetar bastante as finanças pessoais”, pontua. 

Os demais grupos ficaram entre uma variação negativa de 0,44% e positiva de 1,56%.

Cenário nas capitais

No que diz respeito aos índices regionais, por capital, todas as áreas pesquisadas apresentaram alta nos preços. A maior variação foi na capital sergipana. Aracaju contou com elevação de 1,09%. O resultado foi puxado pela alta da gasolina, que subiu 10,45%. O menor resultado, por sua vez, foi notado em Rio Branco, no Acre, com variação de 0,26%, puxado pela queda nos preços da passagem aérea, que recuaram 19,37%.

Reportagem: Marquezan Araújo

1

Mais recentes

4º Festival regional de quadrilhas juninas de Itabela vai reunir 18 grupos de 15 cidades

O município de Itabela se prepara para um dos eventos culturais mais aguardados da região: o 4º Festival Regional de Quadrilhas Juninas. A edição deste…

Miris Lisboa, presidente do Mobiliza33, realiza encontro estratégico com pré-candidatos (as) a vereador (a) em Eunápolis

O presidente municipal do partido Mobiliza33, Miris Lisboa, realizou nesta terça-feira, 21, uma reunião com os(as) pré-candidatos(as) a vereador(a) para alinhamento das estratégias visando a…

Veracel abre vaga para Analista de Negócios de TI Sênior

A Veracel Celulose acaba de abrir uma oportunidade para a vaga de Analista de Negócios de TI Sênior. As inscrições ficam abertas até o dia…

Prefeitura de Itabela inicia mamografias de rastreamento em unidade móvel

A Prefeitura de Itabela, através da Secretaria de Saúde, em parceria com o Governo do Estado, anunciou o início das Mamografias de Rastreamento nesta segunda-feira…

Voo de Paris para Salvador facilita captação de eventos internacionais para a Bahia

“Não é apenas mais um voo internacional, é a ligação da Bahia com o mundo”. A declaração do titular da Secretaria de Turismo do Estado…

Melhorias na mobilidade urbana: recapeamento asfáltico do acesso à UPA Frei Calixto

As equipes da Prefeitura de Porto Seguro estão trabalhando no recapeamento asfáltico da Rua Frei Coimbra, no bairro Frei Calixto. Realizando um serviço de qualidade…

Governo do Estado autoriza compra de Veículos Blindados Táticos para Polícias Militar e Civil

O Governo do Estado autorizou nesta segunda-feira (20), a compra de quatro Veículos Blindados Táticos para as Polícias Militar e Civil. Serão investidos R$ 7…

Governo do Estado entrega vans escolares que vão atender estudantes da zona rural de 54 municípios

Os estudantes da zona rural de 54 municípios baianos serão beneficiados com vans escolares entregues, nesta segunda-feira (20), pelo Governo do Estado. O ato ocorreu…

Veracel fortalece seu apoio para o desenvolvimento da apicultura no Sul da Bahia

Em celebração ao Dia da Abelha e o Dia do Apicultor, ambos comemorados nessa semana, a companhia destaca as novas ações de apoio realizadas junto…

Setur-BA e MTur atuam conjuntamente para fortalecer o turismo baiano

Em passagem por Salvador, na quinta-feira (16), onde participou de um evento jurídico e de encontro com empresários, o ministro do Turismo, Celso Sabino, ressaltou…

Porto Seguro Intensifica Fiscalização de Guias de Turismo: Qualidade e Segurança em Foco

Em uma série de ações realizadas ao longo do mês de maio, a Prefeitura de Porto Seguro, através da sua equipe técnica de Turismo, intensificou…

Projeto de Educação Ambiental em escolas municipais de Porto Seguro sensibiliza cerca de 150 alunos

Na última semana, a Secretaria de Meio Ambiente e Causa Animal (Semac) implementou um projeto de educação ambiental em diversas escolas da rede municipal, alcançando…

Prefeitura de Porto Seguro e Orinter Promovem Capacitação de Agentes de Turismo

Parceria estratégica da Prefeitura de Porto Seguro firmada com a operadora de turismo Orinter Viagens e Turismo S/A promoveu o destino entre agentes de viagens….

TST vai definir modo como trabalhadores podem rejeitar cobrança a sindicatos

Especialistas afirmam que há ausência de regras em torno do direito de oposição dos empregados ao desconto no salário O Tribunal Superior do Trabalho (TST)…

Bolsa Família chega a 2,4 milhões de famílias na Bahia no mês de maio

Valor médio recebido pelos beneficiários no estado é de R$ 672,02. Cronograma de pagamentos segue até o dia 31 Em todos os 417 municípios baianos…

Rolar para cima