Bahia pela Paz é aprovado por maioria na Alba e contará com R$ 234 milhões para prevenção e combate à violência no estado

Por Redação Oxarope
14/05/2024

Publicado em

oXarope1140524secomba

O programa dará prioridade ao acompanhamento de crianças, adolescentes e jovens, entre 12 e 29 anos de idade e terá participação ativa da sociedade civil na tomada de decisões. No primeiro ano de execução, 12 comunidades serão beneficiadas

Fotos ilustrativas: Audiência Pública do Bahia pela Paz, no dia 7 de maio, na Alba Crédito: Janaina Neri

Uma estratégia que se propõe a enfrentar, no âmbito do Estado, uma realidade complexa e profundamente desafiadora, que vem colocando em cheque o futuro da sociedade brasileira. Esse é o Bahia pela Paz, aprovado, majoritariamente, em votação na Assembleia Legislativa da Bahia – Alba nesta terça-feira (14). O programa do Governo da Bahia contará com R$ 234 milhões para investir em ações, a partir do segundo semestre de 2024. O valor está previsto nos programas temáticos do Plano Plurianual (PPA 2024-2027) e tem aprovação da Junta Orçamentária do Estado da Bahia.

Os recursos serão utilizados em uma nova perspectiva da Política de Segurança Pública do Estado, caracterizada pela integração de ações policiais efetivas na prevenção da violência e garantia de direitos; na segurança pública e defesa social; e na pactuação entre as instituições envolvidas. No primeiro ano de execução, o programa beneficiará 12 comunidades. No segundo, serão incluídas mais 12, totalizando 24 comunidades selecionadas a partir de critérios socioeconômicos e indicadores de violência.

O secretário de Justiça e Direitos Humanos (SJDH), Felipe Freitas, celebrou a aprovação do projeto e afirmou que, agora como Lei, a missão do Bahia pela Paz começa a ser implementada. “Nos debruçamos, incansavelmente, nesse projeto que se propõe a remodelar a política de segurança pública no sentido mais amplo dos direitos humanos, diante dos desafios colocados pelo tema da letalidade. Realizamos rodadas de diálogo com especialistas nos temas; com professores e pesquisadores de Universidades; ativistas de Movimentos Sociais Antirracistas e a favor de uma Cultura de Paz; entre outros atores. Então, estamos convictos da importância e necessidade dessa estratégia, que se concentra no tema dos homicídios, dos territórios vitimados pela violência e nos públicos potencialmente vulneráveis, com vistas a reduzir a letalidade a partir da incidência desse conjunto de atores e esforços nas comunidades baianas”, reafirma Freitas.

De caráter antirracista, tendo como foco prioritário as camadas mais vulneráveis à violência e à pobreza na sociedade baiana, na prática, incidindo nas comunidades, o BBP dará prioridade ao acompanhamento de crianças, adolescentes e jovens, entre 12 e 29 anos de idade. As prioridades de investimentos em intervenções sociais nos territórios serão decididas com participação direta da sociedade civil, por meio dos ‘Coletivos do Bahia Pela Paz’. Nesse primeiro momento, 16 municípios baianos que apresentam maiores taxas de violência serão contemplados: Jequié; Teixeira de Freitas; Santo Antonio de Jesus; Salvador; Simões Filho; Ilhéus; Camaçari; Eunápolis; Dias D´Ávila; Barreiras; Valença, Porto Seguro; Feira de Santana, Lauro de Freitas, Juazeiro e Vitória da Conquista.

“Os Coletivos atuarão em estreita parceria com iniciativas municipais e do terceiro setor locais, além de iniciativas estaduais de esporte, cultura, lazer, profissionalização, empreendedorismo e redução de riscos e danos. Nestes equipamentos, os beneficiários irão discutir e definir os projetos que vão ser implementados em cada localidade”, explica o secretário (SJDH) Felipe Freitas.

Histórico e novo legado

“Não apenas na Bahia, mas em todo o Brasil, a violência letal vem atingindo de forma significativa a juventude negra periférica. Nesse contexto, propomos uma avaliação político-institucional do Programa Pacto pela Vida, que antecedeu o BPP, no campo da Segurança Pública na Bahia, compreendendo o seu legado, mas também identificando as dificuldades enfrentadas que deverão ser solucionadas na execução do novo programa”, explica o secretário da SJDH, Felipe Freitas.

O BPP atuará com cinco eixos estruturantes, definidos a partir de uma construção coletiva, sendo eles: Prevenção Social da Violência Letal; Redução da Violência Letal; Prevenção do Risco de Reincidência Delitiva; Pactuação Institucional; Comunicação com a Sociedade e Participação das Comunidades.

Entes envolvidos

O Projeto do Poder Executivo foi construído de forma intersetorial, envolvendo 10 Secretarias de Estado e a participação direta do governador Jerônimo Rodrigues. Integram o programa: as secretarias de Segurança Pública – SSP; de Promoção da Igualdade Racial – Sepromi; da Assistência e Desenvolvimento Social – Seades; de Políticas para as Mulheres – SPM; do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte – Setre; da Saúde – Sesab; do Planejamento – Seplan; Relações Institucionais – Serin; Cultura – Secult; e Casa Civil do Governador; além de órgãos do sistema de justiça; municípios e a sociedade civil organizada.

Fonte: Ascom/SJDH

1678540344banner-970x90-bello.png

Mais recentes

Empresária Bel Checon é anunciada como vice na chapa do partido NOVO em Eunápolis

O partido NOVO anunciou na tarde desta quinta-feira (23) que a empresária Bel Checon será a vice…

Perse: presidente sanciona lei que beneficia empresas de 30 atividades econômicas do setor de eventos

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva sancionou nesta quarta-feira, 22 de maio, no Palácio do Planalto,…

Fórum discute temas estratégicos para o setor rural da Bahia

Gestores municipais, técnicos, produtores rurais, especialistas e demais profissionais do setor agropecuário estarão reunidos até quinta-feira (23)…

Miris Lisboa, presidente do Mobiliza33, realiza encontro estratégico com pré-candidatos (as) a vereador (a) em Eunápolis

O presidente municipal do partido Mobiliza33, Miris Lisboa, realizou nesta terça-feira, 21, uma reunião com os(as) pré-candidatos(as)…

Redes Sociais marcam o início do período pré-eleitoral com polêmicas e ataques a Neto Guerrieri

Hoje, 21/05, as redes sociais e aplicativos de mensagens presenciaram o início do que será o período…

Bahia pela Paz é aprovado por maioria na Alba e contará com R$ 234 milhões para prevenção e combate à violência no estado

Por Redação Oxarope
14/05/2024 - 19h35 - Atualizado 14 de maio de 2024

Publicado em

oXarope1140524secomba

O programa dará prioridade ao acompanhamento de crianças, adolescentes e jovens, entre 12 e 29 anos de idade e terá participação ativa da sociedade civil na tomada de decisões. No primeiro ano de execução, 12 comunidades serão beneficiadas

Fotos ilustrativas: Audiência Pública do Bahia pela Paz, no dia 7 de maio, na Alba Crédito: Janaina Neri

Uma estratégia que se propõe a enfrentar, no âmbito do Estado, uma realidade complexa e profundamente desafiadora, que vem colocando em cheque o futuro da sociedade brasileira. Esse é o Bahia pela Paz, aprovado, majoritariamente, em votação na Assembleia Legislativa da Bahia – Alba nesta terça-feira (14). O programa do Governo da Bahia contará com R$ 234 milhões para investir em ações, a partir do segundo semestre de 2024. O valor está previsto nos programas temáticos do Plano Plurianual (PPA 2024-2027) e tem aprovação da Junta Orçamentária do Estado da Bahia.

Os recursos serão utilizados em uma nova perspectiva da Política de Segurança Pública do Estado, caracterizada pela integração de ações policiais efetivas na prevenção da violência e garantia de direitos; na segurança pública e defesa social; e na pactuação entre as instituições envolvidas. No primeiro ano de execução, o programa beneficiará 12 comunidades. No segundo, serão incluídas mais 12, totalizando 24 comunidades selecionadas a partir de critérios socioeconômicos e indicadores de violência.

O secretário de Justiça e Direitos Humanos (SJDH), Felipe Freitas, celebrou a aprovação do projeto e afirmou que, agora como Lei, a missão do Bahia pela Paz começa a ser implementada. “Nos debruçamos, incansavelmente, nesse projeto que se propõe a remodelar a política de segurança pública no sentido mais amplo dos direitos humanos, diante dos desafios colocados pelo tema da letalidade. Realizamos rodadas de diálogo com especialistas nos temas; com professores e pesquisadores de Universidades; ativistas de Movimentos Sociais Antirracistas e a favor de uma Cultura de Paz; entre outros atores. Então, estamos convictos da importância e necessidade dessa estratégia, que se concentra no tema dos homicídios, dos territórios vitimados pela violência e nos públicos potencialmente vulneráveis, com vistas a reduzir a letalidade a partir da incidência desse conjunto de atores e esforços nas comunidades baianas”, reafirma Freitas.

De caráter antirracista, tendo como foco prioritário as camadas mais vulneráveis à violência e à pobreza na sociedade baiana, na prática, incidindo nas comunidades, o BBP dará prioridade ao acompanhamento de crianças, adolescentes e jovens, entre 12 e 29 anos de idade. As prioridades de investimentos em intervenções sociais nos territórios serão decididas com participação direta da sociedade civil, por meio dos ‘Coletivos do Bahia Pela Paz’. Nesse primeiro momento, 16 municípios baianos que apresentam maiores taxas de violência serão contemplados: Jequié; Teixeira de Freitas; Santo Antonio de Jesus; Salvador; Simões Filho; Ilhéus; Camaçari; Eunápolis; Dias D´Ávila; Barreiras; Valença, Porto Seguro; Feira de Santana, Lauro de Freitas, Juazeiro e Vitória da Conquista.

“Os Coletivos atuarão em estreita parceria com iniciativas municipais e do terceiro setor locais, além de iniciativas estaduais de esporte, cultura, lazer, profissionalização, empreendedorismo e redução de riscos e danos. Nestes equipamentos, os beneficiários irão discutir e definir os projetos que vão ser implementados em cada localidade”, explica o secretário (SJDH) Felipe Freitas.

Histórico e novo legado

“Não apenas na Bahia, mas em todo o Brasil, a violência letal vem atingindo de forma significativa a juventude negra periférica. Nesse contexto, propomos uma avaliação político-institucional do Programa Pacto pela Vida, que antecedeu o BPP, no campo da Segurança Pública na Bahia, compreendendo o seu legado, mas também identificando as dificuldades enfrentadas que deverão ser solucionadas na execução do novo programa”, explica o secretário da SJDH, Felipe Freitas.

O BPP atuará com cinco eixos estruturantes, definidos a partir de uma construção coletiva, sendo eles: Prevenção Social da Violência Letal; Redução da Violência Letal; Prevenção do Risco de Reincidência Delitiva; Pactuação Institucional; Comunicação com a Sociedade e Participação das Comunidades.

Entes envolvidos

O Projeto do Poder Executivo foi construído de forma intersetorial, envolvendo 10 Secretarias de Estado e a participação direta do governador Jerônimo Rodrigues. Integram o programa: as secretarias de Segurança Pública – SSP; de Promoção da Igualdade Racial – Sepromi; da Assistência e Desenvolvimento Social – Seades; de Políticas para as Mulheres – SPM; do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte – Setre; da Saúde – Sesab; do Planejamento – Seplan; Relações Institucionais – Serin; Cultura – Secult; e Casa Civil do Governador; além de órgãos do sistema de justiça; municípios e a sociedade civil organizada.

Fonte: Ascom/SJDH

1

Mais recentes

Empresária Bel Checon é anunciada como vice na chapa do partido NOVO em Eunápolis

O partido NOVO anunciou na tarde desta quinta-feira (23) que a empresária Bel Checon será a vice na chapa para as próximas eleições. Com a…

Perse: presidente sanciona lei que beneficia empresas de 30 atividades econômicas do setor de eventos

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva sancionou nesta quarta-feira, 22 de maio, no Palácio do Planalto, o Projeto de Lei n° 1026/2024, que retoma…

Fórum discute temas estratégicos para o setor rural da Bahia

Gestores municipais, técnicos, produtores rurais, especialistas e demais profissionais do setor agropecuário estarão reunidos até quinta-feira (23) no 4º Fórum Estadual de Gestores da Agricultura,…

Miris Lisboa, presidente do Mobiliza33, realiza encontro estratégico com pré-candidatos (as) a vereador (a) em Eunápolis

O presidente municipal do partido Mobiliza33, Miris Lisboa, realizou nesta terça-feira, 21, uma reunião com os(as) pré-candidatos(as) a vereador(a) para alinhamento das estratégias visando a…

Redes Sociais marcam o início do período pré-eleitoral com polêmicas e ataques a Neto Guerrieri

Hoje, 21/05, as redes sociais e aplicativos de mensagens presenciaram o início do que será o período eleitoral na nossa região.  Os ataques dos grupos…

Presidente sanciona lei do sigilo do nome da vítima de violência doméstica

Em mais uma ação em defesa da proteção das mulheres, o presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, sancionou nesta terça-feira, 20 de maio,…

Combate às Fake News nas eleições de Eunápolis

O juiz Eleitoral da 203ª Zona Eleitoral de Eunápolis, Heitor Awi Machado de Attayde, tomou uma decisão importante no combate às fake news eleitorais. Em…

Com crescimento do funcionalismo público em 12,5%, gestores municipais temem crise nas prefeituras

Enquanto União e Estados tiveram contingente de 2,4% e 10,2% maior, respectivamente, as prefeituras precisaram contratar 31% a mais, passando de 5,8 milhões para 7,6…

”Nossos governos fizeram a Bahia avançar em todas as áreas”, afirma Jaques Wagner

O senador e líder do Governo Lula no Senado Federal, Jaques Wagner, comparou os avanços das gestões do PT na Bahia, que promoveram inúmeras melhorias,…

Governo do Estado entrega vans escolares que vão atender estudantes da zona rural de 54 municípios

Os estudantes da zona rural de 54 municípios baianos serão beneficiados com vans escolares entregues, nesta segunda-feira (20), pelo Governo do Estado. O ato ocorreu…

Avante com a comunidade um futuro melhor para Eunápolis

Hoje, 19/05, o ex-prefeito Neto Guerrieri visitou a Comunidade Baixa Verde para ouvir de perto os moradores e entender suas necessidades principais. Ele destacou a…

Bahia: transição energética, sustentabilidade e inclusão

O retorno do Presidente Lula trouxe ao Brasil novos ares políticos, novas possibilidades de desenvolvimento econômico e redução das desigualdades sociais. E isto ocorre em…

Diante de empresários alemães, Jerônimo defende parceria sustentável entre Nordeste e Europa: “olhamos para o presente e para o futuro”

Dezenas de empresários, representantes de organizações governamentais e investidores europeus se reuniram nesta quinta-feira (16), em Berlim, na Alemanha, para serem apresentados às oportunidades de…

Cláudia Oliveira defende estadualização de estrada entre Itabela e Porto Seguro

A deputada Cláudia Oliveira (PSD) defendeu, em indicação encaminhada ao governador Jerônimo Rodrigues e ao secretário de Infraestrutura, Sérgio Brito, a estadualização da estrada vicinal…

Lula anuncia nesta quarta (15) novas medidas para ajudar a população e a reconstrução do RS

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva retorna ao Rio Grande do Sul nesta quarta-feira (15/5). Depois de reunião ministerial na segunda-feira, ele teve nesta…

Rolar para cima