Com crescimento do funcionalismo público em 12,5%, gestores municipais temem crise nas prefeituras

Por Redação Oxarope
21/05/2024

Publicado em

oXarope1210524marcaha
O funcionalismo público tem se tornado uma preocupação para os gestores municipais

Enquanto União e Estados tiveram contingente de 2,4% e 10,2% maior, respectivamente, as prefeituras precisaram contratar 31% a mais, passando de 5,8 milhões para 7,6 milhões, aponta CNM

Foto: Antonio Cruz/Agência Brasil

O funcionalismo público tem se tornado uma preocupação para os gestores municipais. Com o aumento do número de servidores, as prefeituras precisam aumentar o caixa para conseguir arcar com todas as despesas que o cargo exige. Em uma coletiva de imprensa para apresentar a XXV Marcha a Brasília em Defesa dos Municípios, o presidente da Confederação Nacional de Municípios (CNM), Paulo Ziulkoski, disse que o funcionalismo público cresceu 12,5% entre 2010 e 2022, passando de 11 milhões para 12,4 milhões.

“Enquanto a União e os estados tiveram contingente de 2,4% e 10,2% maior, respectivamente, as prefeituras precisaram contratar 31% a mais, passando de 5,8 milhões para 7,6 milhões. A maior expansão de servidores foi nas atividades sociais, pois os municípios tiveram de aumentar a quantidade de servidores, de 2,5 milhões para 3,8 milhões, para atender às demandas e executar os programas federais”, reclama.

Com o tema “Pacto Federativo: um olhar para a população desprotegida”, o encontro debate as dificuldades enfrentadas pelos municípios e a necessidade de conseguir mais apoio para cumprir com os compromissos salariais, como relata Paulo Ziukoski.

“As prefeituras que estão lá na ponta são o pau de enchente, todo mundo bate nela. Agora os outros entram e têm privilégios. E como é que nós vamos pagar uma parte, primeiro que é de funcionários da União, dos programas; segundo lugar, ninguém visa ao lucro, esse aumento que nós estamos pedindo não é para nós, é para a sociedade, para moralizar”, destaca.

Mais contratação, novas despesas

O advogado especialista em direito tributário André Luiz Moro Bittencourt concorda. Para ele, o modelo de distribuição de receitas efetivamente tem que ser repensado.

“Uma série de situações foram repassadas para os municípios, como por exemplo situações que envolvem a assistência social, a saúde. Hoje o atendimento da assistência social é muito balizado na atuação dos municípios, nos centros de referência de assistência social, por exemplo. Então certamente que vai ter que haver a contratação de pessoas”, Ele acrescenta:

“Essa contratação vai gerar como consequência a necessidade de contribuição previdenciária por parte do empregador, no caso o município. E aí essas demandas novas vão surgindo para os municípios e muitas vezes a distribuição de receitas continua engessada. E aí o que ele passa a receber do ente federal e até dos entes estaduais em determinadas situações não condiz com aquilo que ele necessita para enfrentar essas novas despesas”, lamenta.

Marcha dos prefeitos

Entre os dias 20 e 23 de maio, representantes dos governos municipais de todo o país se encontram em Brasília para mais uma edição da Marcha dos Prefeitos. A 25⁰ edição aborda o tema “Pacto Federativo: um olhar para a população desprotegida”. Organizado pela Confederação Nacional de Municípios (CNM), a expectativa é receber mais de 10 mil gestores, incluindo prefeitos.

O evento reúne prefeitos de todo o país, para discutir e reivindicar melhorias nas políticas públicas e na distribuição de recursos federais.

Reportagem: Lívia Azevedo

1678540344banner-970x90-bello.png

Mais recentes

Com o objetivo de renovação PSDB Porto Seguro lança pré-candidatura de Luigi Rotunno

A noite de 13 de junho teve casa cheia no Solar do Imperador, mais de 1500 pessoas…

“Tito é o pré-candidato de Jerônimo, Lula, Wagner e Rui em Barreiras”, destaca Éden

Presente no lançamento da pré-candidatura de Tito, do PT, à Prefeitura Municipal de Barreiras nas eleições deste…

PSD promove Seminário de Formação Política em Porto Seguro

O diretório municipal do PSD – Partido Social Democrático – de Porto Seguro vai promover, na próxima…

Mais Especialistas: Governo Federal investirá R$ 1 bilhão para ampliar consultas e reduzir tempo de espera

O Ministério da Saúde (MS) apresentou nesta quarta-feira, 12 de junho, a estratégia do Programa Mais Acesso…

Em Brasília, Jerônimo Rodrigues participa da posse do presidente do Conselho Nacional dos Procuradores-Gerais do MP e da União

O governador da Bahia, Jerônimo Rodrigues, participou, nesta quarta-feira (12), em Brasília, da solenidade de posse do…

Com crescimento do funcionalismo público em 12,5%, gestores municipais temem crise nas prefeituras

Por Redação Oxarope
21/05/2024 - 14h00 - Atualizado 22 de maio de 2024

Publicado em

oXarope1210524marcaha
O funcionalismo público tem se tornado uma preocupação para os gestores municipais

Enquanto União e Estados tiveram contingente de 2,4% e 10,2% maior, respectivamente, as prefeituras precisaram contratar 31% a mais, passando de 5,8 milhões para 7,6 milhões, aponta CNM

Foto: Antonio Cruz/Agência Brasil

O funcionalismo público tem se tornado uma preocupação para os gestores municipais. Com o aumento do número de servidores, as prefeituras precisam aumentar o caixa para conseguir arcar com todas as despesas que o cargo exige. Em uma coletiva de imprensa para apresentar a XXV Marcha a Brasília em Defesa dos Municípios, o presidente da Confederação Nacional de Municípios (CNM), Paulo Ziulkoski, disse que o funcionalismo público cresceu 12,5% entre 2010 e 2022, passando de 11 milhões para 12,4 milhões.

“Enquanto a União e os estados tiveram contingente de 2,4% e 10,2% maior, respectivamente, as prefeituras precisaram contratar 31% a mais, passando de 5,8 milhões para 7,6 milhões. A maior expansão de servidores foi nas atividades sociais, pois os municípios tiveram de aumentar a quantidade de servidores, de 2,5 milhões para 3,8 milhões, para atender às demandas e executar os programas federais”, reclama.

Com o tema “Pacto Federativo: um olhar para a população desprotegida”, o encontro debate as dificuldades enfrentadas pelos municípios e a necessidade de conseguir mais apoio para cumprir com os compromissos salariais, como relata Paulo Ziukoski.

“As prefeituras que estão lá na ponta são o pau de enchente, todo mundo bate nela. Agora os outros entram e têm privilégios. E como é que nós vamos pagar uma parte, primeiro que é de funcionários da União, dos programas; segundo lugar, ninguém visa ao lucro, esse aumento que nós estamos pedindo não é para nós, é para a sociedade, para moralizar”, destaca.

Mais contratação, novas despesas

O advogado especialista em direito tributário André Luiz Moro Bittencourt concorda. Para ele, o modelo de distribuição de receitas efetivamente tem que ser repensado.

“Uma série de situações foram repassadas para os municípios, como por exemplo situações que envolvem a assistência social, a saúde. Hoje o atendimento da assistência social é muito balizado na atuação dos municípios, nos centros de referência de assistência social, por exemplo. Então certamente que vai ter que haver a contratação de pessoas”, Ele acrescenta:

“Essa contratação vai gerar como consequência a necessidade de contribuição previdenciária por parte do empregador, no caso o município. E aí essas demandas novas vão surgindo para os municípios e muitas vezes a distribuição de receitas continua engessada. E aí o que ele passa a receber do ente federal e até dos entes estaduais em determinadas situações não condiz com aquilo que ele necessita para enfrentar essas novas despesas”, lamenta.

Marcha dos prefeitos

Entre os dias 20 e 23 de maio, representantes dos governos municipais de todo o país se encontram em Brasília para mais uma edição da Marcha dos Prefeitos. A 25⁰ edição aborda o tema “Pacto Federativo: um olhar para a população desprotegida”. Organizado pela Confederação Nacional de Municípios (CNM), a expectativa é receber mais de 10 mil gestores, incluindo prefeitos.

O evento reúne prefeitos de todo o país, para discutir e reivindicar melhorias nas políticas públicas e na distribuição de recursos federais.

Reportagem: Lívia Azevedo

1

Mais recentes

Com o objetivo de renovação PSDB Porto Seguro lança pré-candidatura de Luigi Rotunno

A noite de 13 de junho teve casa cheia no Solar do Imperador, mais de 1500 pessoas compareceram ao local e registraram seu apoio à…

“Tito é o pré-candidato de Jerônimo, Lula, Wagner e Rui em Barreiras”, destaca Éden

Presente no lançamento da pré-candidatura de Tito, do PT, à Prefeitura Municipal de Barreiras nas eleições deste ano, na noite desta quinta-feira (13), o presidente…

PSD promove Seminário de Formação Política em Porto Seguro

O diretório municipal do PSD – Partido Social Democrático – de Porto Seguro vai promover, na próxima segunda-feira, 17, o Primeiro Seminário de Formação Política,…

Mais Especialistas: Governo Federal investirá R$ 1 bilhão para ampliar consultas e reduzir tempo de espera

O Ministério da Saúde (MS) apresentou nesta quarta-feira, 12 de junho, a estratégia do Programa Mais Acesso a Especialistas (PMAE), cujo objetivo é ampliar e…

Em Brasília, Jerônimo Rodrigues participa da posse do presidente do Conselho Nacional dos Procuradores-Gerais do MP e da União

O governador da Bahia, Jerônimo Rodrigues, participou, nesta quarta-feira (12), em Brasília, da solenidade de posse do procurador-geral de Justiça do Estado de Minas Gerais,…

Orlando Araújo, popular Lando do Esporte, é pré-candidato a vereador em Eunápolis

O desportista Orlando Araújo, popularmente conhecido como Lando do Esporte, anunciou sua pré-candidatura a vereador em Eunápolis. Filiado ao partido Republicanos, que faz parte da…

Partido NOVO lança Alyson Montezano como pré-candidato a prefeito de Porto Seguro

O partido NOVO lançou oficialmente Alyson Montezano como pré-candidato a prefeito de Porto Seguro em um evento realizado na Câmara de Vereadores, reunindo um grande…

Governo do Estado aciona Ministério público após Prefeitura de Teixeira de Freitas deixar pacientes oncológicos em situação crítica

A Prefeitura de Teixeira de Freitas tem falhado em suas responsabilidades com moradores de 12 municípios da região, ao cancelar consultas oncológicas, deixado faltar medicamentos…

Começa sondagem da Ponte Salvador-Itaparica em águas rasas

O governador Jerônimo Rodrigues anunciou nas redes sociais, nesta terça-feira (11), que a construção do Sistema Rodoviário Ponte Salvador-Itaparica passou para uma nova etapa, quando…

Rui Costa destaca instalação de novo campus universitário na cidade de Jequié

Ver esta publicação no Instagram Uma publicação partilhada por Rui Costa (@ruicostaoficial) O ministro da Casa Civil, Rui Costa, destacou a instalação de um campus…

Cláudia Oliveira, pré-candidata à prefeita, participa de movimento feminino supra partidário em Porto Seguro

Neste sábado (08), o grupo de mulheres do partido PSB promoveu o Movimento Supra Partidário “Mais Mulheres na Política”, na Câmara de Vereadores de Porto…

Taxação de 20% em produtos importados de até US$ 50 gera debate sobre isonomia tributária

Emenda que prevê o imposto sobre compras internacionais online foi inserida no projeto de lei 914/24, que institui o programa que estimula a produção de…

Deputado Neto Carletto entrega uniformes para times da 1ª Copinha Geração do Futuro em Eunápolis

Na noite desta quinta-feira, os representantes das 16 equipes que disputarão a 1ª Copinha Geração do Futuro foram contemplados com uniformes completos, doados pelo Governo…

“Geraldo vai ser eleito e reeleito prefeito de Salvador, com nossa companheira Fabya como vice”, afirma Éden

O presidente do Partido dos Trabalhadores da Bahia, Éden Valadares, se mostrou confiante na vitória do vice-governador e pré-candidato à Prefeitura Municipal de Salvador, Geraldo…

Jerônimo sanciona lei que institui o programa Bahia Pela Paz

A lei que institui o programa Bahia Pela Paz, já aprovada pelo legislativo estadual, foi sancionada pelo governador Jerônimo Rodrigues nesta terça-feira (4). O chefe…

Rolar para cima