Mãe não gestante em união homoafetiva tem direito à licença-maternidade, decide STF Decisão do Plenário considera a proteção constitucional à maternidade e à infância.

Por Redação Oxarope
14/03/2024

Publicado em -

oXarope214mar23_3

O Plenário do Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu que a mãe não gestante em união estável homoafetiva tem direito à licença-maternidade. Se a companheira tiver direito ao benefício, deve ser concedido à mãe não gestante licença pelo período equivalente ao da licença-paternidade. A decisão foi tomada no julgamento, nesta quarta-feira (13), do Recurso Extraordinário (RE) 1211446, com repercussão geral.

O caso trata de uma servidora pública municipal, mãe não gestante, cuja companheira, trabalhadora autônoma, com quem convive em união estável homoafetiva, engravidou após procedimento de inseminação artificial. No recurso ao STF, o Município de São Bernardo do Campo (SP) questionava a decisão de Turma Recursal do Juizado Especial da Fazenda Pública de São Bernardo do Campo que garantiu a licença-maternidade de 180 dias à servidora.

Proteção

Em seu voto pelo desprovimento do recurso, o ministro Luiz Fux, relator, afirmou que a licença-maternidade constitui benefício previdenciário destinado à proteção da maternidade e da infância. Dessa forma, o benefício se destina também às mães adotivas e mães não gestantes em união homoafetiva, que apesar de não vivenciarem as alterações típicas da gravidez, arcam com todas as tarefas que lhe incumbem após a formação do novo vínculo familiar.

Na avaliação do ministro, diante da ausência de legislação que proteja suficientemente as entidades familiares diversas e, especialmente, as crianças integrantes dessas famílias, cabe ao Judiciário fornecer os necessários meios protetivos. Para ele, é dever do estado assegurar especial proteção ao vínculo maternal, independentemente da origem da filiação ou de configuração familiar.

Igualdade

Nesse sentido, Fux acrescentou que o caso dos autos deve ser visto também sob o prisma do princípio da igualdade. “A circunstância de ser mãe é, no meu modo de ver, o bastante para se acionar o direito, pouco importando o fato de não ter engravidado”, disse.

Para ele, o reconhecimento deste direito tem efeito duplo: na proteção da criança, que não escolhe a família onde nascer, e na proteção à mãe não gestante em união homoafetiva, “escanteada por uma legislação omissa e preconceituosa”.

O colegiado também acolheu proposta do ministro Cristiano Zanin para que situações excepcionais, como, por exemplo, quando a companheira não gestante faça tratamento para ter condições de aleitamento, recebam soluções excepcionais, analisadas caso a caso.

Tese

Foi fixada a seguinte tese de repercussão geral: “A mãe servidora ou trabalhadora não gestante em união homoafetiva tem direito ao gozo de licença-maternidade. Caso a companheira tenha utilizado o benefício, fará jus à licença pelo período equivalente ao da licença-paternidade”.

Os ministros Alexandre de Moraes, Dias Toffoli e Cármen Lúcia ficaram vencidos apenas quanto à tese. A seu ver, como nas uniões homoafetivas as duas mulheres são mães, ambas devem ter o direito ao benefício da licença-maternidade.

Fonte: STF

1678540344banner-970x90-bello.png

Mais recentes

Neto Guerrieri lança pré-candidatura à prefeitura de Eunápolis neste sábado (25)

Neste sábado, 25 de maio, Neto Guerrieri lançará oficialmente sua pré-candidatura à prefeitura de Eunápolis para as…

Empresária Bel Checon é anunciada como vice na chapa do partido NOVO em Eunápolis

O partido NOVO anunciou na tarde desta quinta-feira (23) que a empresária Bel Checon será a vice…

Deputada estadual Cláudia Oliveira indica a construção de nova Rodoviária em Porto Seguro

O município de Porto Seguro pode ganhar uma nova rodoviária caso a indicação da deputada Cláudia Oliveira…

Centro comercial de Eunápolis poderá não ter decoração junina este ano

O tradicional cenário colorido das ruas do centro de Eunápolis durante as festividades juninas pode não se…

MODERNIZAÇÃO: Baianão recebe UPA24h completamente reformada e ampliada

Nesta quarta-feira, 22 de maio, a Prefeitura de Porto Seguro celebrou a entrega da Unidade de Pronto…

Mãe não gestante em união homoafetiva tem direito à licença-maternidade, decide STF Decisão do Plenário considera a proteção constitucional à maternidade e à infância.

Por Redação Oxarope
14/03/2024 - 06h31 - Atualizado 15 de março de 2024

Publicado em -

oXarope214mar23_3

O Plenário do Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu que a mãe não gestante em união estável homoafetiva tem direito à licença-maternidade. Se a companheira tiver direito ao benefício, deve ser concedido à mãe não gestante licença pelo período equivalente ao da licença-paternidade. A decisão foi tomada no julgamento, nesta quarta-feira (13), do Recurso Extraordinário (RE) 1211446, com repercussão geral.

O caso trata de uma servidora pública municipal, mãe não gestante, cuja companheira, trabalhadora autônoma, com quem convive em união estável homoafetiva, engravidou após procedimento de inseminação artificial. No recurso ao STF, o Município de São Bernardo do Campo (SP) questionava a decisão de Turma Recursal do Juizado Especial da Fazenda Pública de São Bernardo do Campo que garantiu a licença-maternidade de 180 dias à servidora.

Proteção

Em seu voto pelo desprovimento do recurso, o ministro Luiz Fux, relator, afirmou que a licença-maternidade constitui benefício previdenciário destinado à proteção da maternidade e da infância. Dessa forma, o benefício se destina também às mães adotivas e mães não gestantes em união homoafetiva, que apesar de não vivenciarem as alterações típicas da gravidez, arcam com todas as tarefas que lhe incumbem após a formação do novo vínculo familiar.

Na avaliação do ministro, diante da ausência de legislação que proteja suficientemente as entidades familiares diversas e, especialmente, as crianças integrantes dessas famílias, cabe ao Judiciário fornecer os necessários meios protetivos. Para ele, é dever do estado assegurar especial proteção ao vínculo maternal, independentemente da origem da filiação ou de configuração familiar.

Igualdade

Nesse sentido, Fux acrescentou que o caso dos autos deve ser visto também sob o prisma do princípio da igualdade. “A circunstância de ser mãe é, no meu modo de ver, o bastante para se acionar o direito, pouco importando o fato de não ter engravidado”, disse.

Para ele, o reconhecimento deste direito tem efeito duplo: na proteção da criança, que não escolhe a família onde nascer, e na proteção à mãe não gestante em união homoafetiva, “escanteada por uma legislação omissa e preconceituosa”.

O colegiado também acolheu proposta do ministro Cristiano Zanin para que situações excepcionais, como, por exemplo, quando a companheira não gestante faça tratamento para ter condições de aleitamento, recebam soluções excepcionais, analisadas caso a caso.

Tese

Foi fixada a seguinte tese de repercussão geral: “A mãe servidora ou trabalhadora não gestante em união homoafetiva tem direito ao gozo de licença-maternidade. Caso a companheira tenha utilizado o benefício, fará jus à licença pelo período equivalente ao da licença-paternidade”.

Os ministros Alexandre de Moraes, Dias Toffoli e Cármen Lúcia ficaram vencidos apenas quanto à tese. A seu ver, como nas uniões homoafetivas as duas mulheres são mães, ambas devem ter o direito ao benefício da licença-maternidade.

Fonte: STF

1

Mais recentes

Neto Guerrieri lança pré-candidatura à prefeitura de Eunápolis neste sábado (25)

Neste sábado, 25 de maio, Neto Guerrieri lançará oficialmente sua pré-candidatura à prefeitura de Eunápolis para as eleições municipais deste ano. O evento acontecerá no…

Empresária Bel Checon é anunciada como vice na chapa do partido NOVO em Eunápolis

O partido NOVO anunciou na tarde desta quinta-feira (23) que a empresária Bel Checon será a vice na chapa para as próximas eleições. Com a…

Deputada estadual Cláudia Oliveira indica a construção de nova Rodoviária em Porto Seguro

O município de Porto Seguro pode ganhar uma nova rodoviária caso a indicação da deputada Cláudia Oliveira (PSD) seja aprovada. A parlamentar encaminhou o pedido…

Centro comercial de Eunápolis poderá não ter decoração junina este ano

O tradicional cenário colorido das ruas do centro de Eunápolis durante as festividades juninas pode não se repetir este ano. Com o cancelamento do Pedrão…

MODERNIZAÇÃO: Baianão recebe UPA24h completamente reformada e ampliada

Nesta quarta-feira, 22 de maio, a Prefeitura de Porto Seguro celebrou a entrega da Unidade de Pronto Atendimento 24h (UPA) Frei Calixto, no Mercado do…

Divulgada nova data do Concurso Nacional Unificado: 18 de agosto

O Concurso Público Nacional Unificado (CNPU) já conta com nova data: 18 de agosto. Em breve o cronograma completo será divulgado.  Após o adiamento causado…

IRPF 2024: Aberta consulta ao maior lote de restituição

A partir desta quinta-feira (23), estará disponível para consulta o maior lote de restituição do Imposto de Renda Pessoa Física (IRPF) de 2024. Ao todo,…

Grupo Brasileiro lança nova frota de ônibus em Vitória da Conquista, nesta sexta-feira

O Grupo Brasileiro vai apresentar, nesta sexta-feira, 24 de maio, em Vitória da Conquista, uma nova frota de 52 ônibus das empresas Rota Transportes e…

Silvio Costa Filho: teremos 134 voos semanais no Rio Grande do Sul a partir de segunda-feira (27)

Ministro de Portos e Aeroportos abordou, no programa desta quarta, 22 de maio, a situação no Aeroporto Salgado Filho, em Porto Alegre, e a operação…

Plataforma digital da Setur-BA oferece cursos gratuitos para qualificar serviços turísticos

A capacitação e a qualificação de gestores públicos, empreendedores e profissionais do trade turístico, visando oferecer serviços de excelência, é uma das estratégias da Secretaria…

4º Festival regional de quadrilhas juninas de Itabela vai reunir 18 grupos de 15 cidades

O município de Itabela se prepara para um dos eventos culturais mais aguardados da região: o 4º Festival Regional de Quadrilhas Juninas. A edição deste…

Fisioterapeutas da Madre Thaís participaram do Workshop EPI-Sul Bahia 

A professora Gracielle Santos, do curso de Fisioterapia da Faculdade Madre Thaís, participou do Workshop EPI-Sul Bahia, realizado nos dias 14 e 15 de maio,…

Porto Seguro Impulsiona Turismo no Evento “Curitiba Tá On” da Azul Viagens

Porto Seguro destacou-se durante o evento “Curitiba Tá On”, organizado pela Azul Viagens, que aconteceu no dia 21 de maio, no Mist Eventos, em Curitiba….

Miris Lisboa, presidente do Mobiliza33, realiza encontro estratégico com pré-candidatos (as) a vereador (a) em Eunápolis

O presidente municipal do partido Mobiliza33, Miris Lisboa, realizou nesta terça-feira, 21, uma reunião com os(as) pré-candidatos(as) a vereador(a) para alinhamento das estratégias visando a…

Veracel abre vaga para Analista de Negócios de TI Sênior

A Veracel Celulose acaba de abrir uma oportunidade para a vaga de Analista de Negócios de TI Sênior. As inscrições ficam abertas até o dia…

Rolar para cima